Bíblia Sagrada

GENESIS, capítulo 1


No principio criou Deus os ceus e a terra. (1)
A terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo, mas o Espirito de Deus pairava sobre a face das aguas. (2)
Disse Deus: haja luz. E houve luz. (3)
Viu Deus que a luz era boa; e fez separacao entre a luz e as trevas. (4)
E Deus chamou a luz dia, e as trevas noite. E foi a tarde e a manha, o dia primeiro. (5)
E disse Deus: haja um firmamento no meio das aguas, e haja separacao entre aguas e aguas. (6)
Fez, pois, Deus o firmamento, e separou as aguas que estavam debaixo do firmamento das que estavam por cima do firmamento. E assim foi. (7)
Chamou Deus ao firmamento ceu. E foi a tarde e a manha, o dia segundo. (8)
E disse Deus: Ajuntem-se num so lugar as aguas que estao debaixo do ceu, e apareca o elemento seco. E assim foi. (9)
Chamou Deus ao elemento seco terra, e ao ajuntamento das aguas mares. E viu Deus que isso era bom. (10)
E disse Deus: Produza a terra relva, ervas que deem semente, e arvores frutiferas que, segundo as suas especies, deem fruto que tenha em si a sua semente, sobre a terra. E assim foi. (11)
A terra, pois, produziu relva, ervas que davam semente segundo as suas especies, e arvores que davam fruto que tinha em si a sua semente, segundo as suas especies. E viu Deus que isso era bom. (12)
E foi a tarde e a manha, o dia terceiro. (13)
E disse Deus: haja luminares no firmamento do ceu, para fazerem separacao entre o dia e a noite; sejam eles para sinais e para estacoes, e para dias e anos; (14)
e sirvam de luminares no firmamento do ceu, para alumiar a terra. E assim foi. (15)
Deus, pois, fez os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; fez tambem as estrelas. (16)
E Deus os pos no firmamento do ceu para alumiar a terra, (17)
para governar o dia e a noite, e para fazer separacao entre a luz e as trevas. E viu Deus que isso era bom. (18)
E foi a tarde e a manha, o dia quarto. (19)
E disse Deus: Produzam as aguas cardumes de seres viventes; e voem as aves acima da terra no firmamento do ceu. (20)
Criou, pois, Deus os monstros marinhos, e todos os seres viventes que se arrastavam, os quais as aguas produziram abundantemente segundo as suas especies; e toda ave que voa, segundo a sua especie. E viu Deus que isso era bom. (21)
Entao Deus os abencoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as aguas dos mares; e multipliquem-se as aves sobre a terra. (22)
E foi a tarde e a manha, o dia quinto. (23)
E disse Deus: Produza a terra seres viventes segundo as suas especies: animais domesticos, repteis, e animais selvagens segundo as suas especies. E assim foi. (24)
Deus, pois, fez os animais selvagens segundo as suas especies, e os animais domesticos segundo as suas especies, e todos os repteis da terra segundo as suas especies. E viu Deus que isso era bom. (25)
E disse Deus: Facamos o homem a nossa imagem, conforme a nossa semelhanca; domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do ceu, sobre os animais domesticos, e sobre toda a terra, e sobre todo reptil que se arrasta sobre a terra. (26)
Criou, pois, Deus o homem a sua imagem; a imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. (27)
Entao Deus os abencoou e lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos; enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves do ceu e sobre todos os animais que se arrastam sobre a terra. (28)
Disse-lhes mais: Eis que vos tenho dado todas as ervas que produzem semente, as quais se acham sobre a face de toda a terra, bem como todas as arvores em que ha fruto que de semente; ser-vos-ao para mantimento. (29)
E a todos os animais da terra, a todas as aves do ceu e a todo ser vivente que se arrasta sobre a terra, tenho dado todas as ervas verdes como mantimento. E assim foi. (30)
E viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom. E foi a tarde e a manha, o dia sexto. (31)